Portal do Governo Brasileiro
Início
Notícias UFSM
Rodas de choro e chimarrão no largo do Planetário

Rodas de choro e chimarrão no largo do Planetário

13/10/2017 08:00
Classificada em: Geral

O projeto "Sobre Rodas de Choro e Chimarrão" será apresentado no largo do Planetário no dia 22, a partir das 17h, com a finalidade de unir chimarrão gaúcho ao ritmo melodioso do chorinho. Em caso de chuva, a atividade será transferido para o hall do Centro de Artes de Letras (CAL)

 Além da apresentação de músicas de compositores famosos do Choro, a iniciativa promoverá o diálogo sobre aspectos folclóricos do chimarrão e fruição do gênero musical e oficinas de música quando serão abordadas teoricamente as histórias do chorinho que envolveu músicos gaúchos e execução de partituras. 

No dia 23, às 10h, ocorrerá oficina sobre o chorinho no Rio Grande do Sul, no Curso de Música, na Sala 1105 do Prédio 40B. Idealizado por Pedrinho Figueiredo e Samuca do Acordeon, o “Sobre Rodas de Choro e Chimarrão” conta com um regional formado por Fernando Sessé (pandeiro), João Vicente Macedo (violão de sete cordas), Fábio Azevedo “Cabelinho” (cavaquinho), Pedrinho Figueiredo (sax soprano e flauta) e Samuca do Acordeon (acordeon). 

O Projeto

O "Sobre Rodas de Choro e Chimarrão - Conectando manifestações culturais" promove encontros que envolvem música, palestra, oficinas, distribuição de livreto com histórias e partituras, e uma exposição portátil com fotos de Eduardo Rocha. Utilizando hábitos populares tradicionais - a "roda de chimarrão" e a "roda de choro" - estabelece a conexão entre estas manifestações culturais, enaltecendo a participação dos músicos gaúchos no movimento nacional do chorinho.A produção é de Rosane Furtado.

Oficina

As oficinas serão ministradas pelos músicos solistas Pedrinho Figueiredo e Samuca do Acordeon e os músicos acompanhantes: Fernando Sessé (pandeiro), João Vicente Macedo, Fábio Azevedo “Cabelinho”, Pedrinho, quando farão uma abordagem dobre os instrumentos e como eles podem ser utilizados em composições como o chorinho. Serão duas horas de oficina e cada participante receberá um libreto do projeto onde conta uma breve história de cada compositor que está sendo executado no show, sempre gratuitas.